A Suhai é Seguradora ?

Muitas pessoas nos mandam e-mail questionando:
A Suhai é Seguradora ?
A Suhai é legalizada pela Susep ?
A Suhai é Cooperativa ?
A Suhai Seguros é empresa de rastreador ou Seguro ?
A Suhai é Boa ?
Posso confiar na Suhai?
A Suhai paga as indenizações ?
Então resolvi postar uma sequencia de vídeos falando um pouco mais sobre este seguradora.

Segue os Dados da SUHAI e da VOLLAGIO CORRETORA

Suhai Seguros S/A
CNPJ: 16.825.255/0001-23
Processo SUSEP: 15414.900414/2013-79
Registro eletrônico SUSEP: 167860

Vollagio Corretora e Adm. de Seguros Ltda
CNPJ: 12.995.282/0001-93
Susep: 100692093

 

Seguro de Vida em Grupo não é Obrigatório para empresas da Construção Civil

Muitos acham que o Seguro de Vida em Grupo (empresarial) é obrigatório para Empresas da Construção Civil, porém não é bem assim que funciona, devido a convenção coletiva do Sinduscon e Sintracon se tornou necessário mas não obrigatório.
Assista ao nosso vídeo e entenda melhor como funciona o Seguro de Vida para Construção Civil.
Caso você tenha qualquer dúvida sobre Seguros de Vida entre em contato conosco
Abraços
Claudia Simplicio

 

Motos Mais Roubadas

Motos Mais RoubadasComo tenho uma Corretora de Seguros, muitos de meus clientes me questionam quais as motos mais roubadas, então decidi escrever este post.

Recentemente fiz uma pesquisa para identificar quais as motos mais roubadas, e pude perceber que de acordo com a fonte existe uma variação entre os modelos, contudo existem algumas que se repetem como moto roubada.

Posição Ituran Grupo Tracker G1 e CNSeg
1 Yamaha YS 250 Honda CB600 Honda CG 125
2 Honda CG 150 Yamaha XT660 Honda CG 150
3 Honda CB 300 Honda CB300 Honda CBX
4 Honda XRE 300 Kawasaki Z750 Honda NXR 150
5 Honda CG125 Honda CBR600 Honda C100
6 Honda CBX Honda Falcon Honda Biz
7 Yamaha XT 660R Yamaha Fazer Yamaha YBR
8 Kawasaki Ninja Honda CBR1000 Yamaha Fazer
9 Yamaha XTZ 250 Yamaha R1 Honda XR
10 Honda NX 4 falcon Honda CG150 Honda NX-4

Minha pesquisa foi realizada entre a CNSeg (Conselho Nacional de Seguros), Ituran e Tracker, e as motos que se repetem entre as motos mais roubadas são Honda CG 150, CB 300, 125, CBX, NX 4 e Yamaha XT 660R, desta forma vale a pena você analisar não só o modelo mais outros fatores como região de circulação e tipo de utilização.

Cada fonte tira seus dados de um banco de dados distinto da outra, por isso existe a variação entre elas, desta forma vale considerar todas elas como as motos mais roubadas.

Se você pensa em identificar a moto mais roubada para evitar a compra, e consequentemente ter o seguro mais barato, existe algumas variações que também influenciarão no preço do Seguro para sua moto, como a região de pernoite e circulação.

Caso você queira ter um comparativo mais real no preço do seguro, acesse minha pagina de Orçamento Online para Seguro de Moto, nesta pagina você consegue acessar o preço para todas as motos comercializada no Brasil de forma totalmente Online.

É importante ressaltar que entre uma seguradora para outra haverá alteração no preço do seguro de acordo com o índice sinistro (motos roubadas e com colisão), e isso pode variar entre os registros de uma e outra, por isso a alteração de preço entre elas.

Quanto mais alto for o índice de sinistro de uma seguradora, mais caro será o preço do seguro para aquele modelo especifico.

Quando você fizer suas analises, observe que o nem sempre as motos Menos roubadas  são as que tem o melhor preço de seguro, pois diversos fatores são levados em consideração como por exemplo a idade e sexo do condutor,  para alguns modelos específicos, por exemplo:

A moto de modelo XX é mais roubada quando conduzida por pessoas de 18 a 30 anos, e menos roubada com pessoas de 31 a 70.

Consequentemente, a moto XX terá o seguro mais caro para quem tem entre 18 e 30 anos, e a mesma moto terá o seguro mais barato para quem tem acima de 31 anos.

Espero que estas informações possam te auxiliar, caso tenha alguma dúvida entre em contato comigo.

 

Claudia Simplicio

 Golden Arrow MotoShop

Moto gera aumento de 263,5% no numero de mortos em Acidentes

Um estudo do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), criado pelo Ministério da Saúde, indica que o número de mortes em acidentes de trânsito (com motos) no Brasil aumentou 263,5% em 10 anos.
Moto

No estudo é mostrado que em 2011, foram 11.268 mortes, contra 3.100 usuários de motos mortos em 2001. O Ministério da Saúde informa que os dados de 2011 são os mais recentes disponíveis, visto que o processo de registro de óbito é demorado, levando até dois anos para contabilizar todos os casos.

O salto no número de vítimas fatais em acidentes com motos é bem maior que o aumento do número de mortos por acidentes de trânsito em geral, que envolve carros, motos, caminhões, ônibus, pedestres.

Em 2011, foram 42.425 mortes contra 30.524 registradas em 2001 – alta de 39%.

Muitos especialistas apontam que o fator que gera este aumento é o “Despreparo de motociclistas” como umas das principais causas de acidentes, então eu não posso ficar de braços cruzados, sendo assim preciso contribuir para que a Direção Defensiva seja divulgada e assim contribuir à diminuição de índices tão assustadores.

Para começar quero de dar acesso ao E-book do João Carlos Salvaro, ele é especialista em segurança sobre duas rodas e nesse livro (E-book) ele trata de algumas dicas sobre a Motocicleta, Segurança, Estabilidade da Motocicleta e muito mais …

Baixar E-book -> Direção Defensiva para Motociclistas 

Abraços;

Claudia Simplicio

Fonte – > Portal G1 – São Paulo 

Rastreador x Bloqueador x Seguro

Recentemente fiz uma pesquisa e descobri que muitas pessoas ainda possuem dúvidas e/ou falta de informação a respeito de rastreador, bloqueador e seguros, então resolvi fazer este post para auxiliar de alguma forma:

1º Rastreador deixa o Seguro da moto ou carro mais Barato ?

Nem sempre, normalmente Não, isso porque a grande maioria das empresas de rastreador não são aceitas pelas Seguradoras como “de confiança”.

Em algumas empresas de “rastreador” é usado o que podemos chamar de Rastreador com Sinal de ida, por isso as seguradoras não consideram estas empresas como rastreador.

Rastreador só de ida são aqueles que ficam “gritando” – “Atenção, este veículo está sendo roubado, favor ligue para XXXX-XXXX “

Isso porque a empresa não tá rastreando o veículo, e sim mandando uma mensagem em uma espécie de bip … que dispara o alerta. ou seja, na realidade …. este tipo de serviço não é bem um rastreador, porque ele não diz onde a moto ou carro está, e sim espera que uma “alma caridosa” ligue e avise a central.

O rastreador aceito pelas Seguradoras são de Ida e de Volta, ou seja, a empresa de rastreador manda um sinal e recebe o sinal de volta informando onde a moto ou carro está.

E o fato é … “Rastreador de ida” não dá desconto no seguro.

E mesmo o rastreador sendo de ida e volta, a Seguradora ainda irá verificar qual o fornecedor desse rastreador, quem é a empresa que fornece o monitoramento, e principalmente quem é a empresa de resgate, que tenta localizar o veículo.

Então antes de colocar um rastreador, verifique se ele realmente atende a sua necessidade e principalmente se ele dá o desconto que você está esperando receber no Seguro, na dúvida, consulte um Corretor de Seguros.

2º Empresa de Rastreador tem que pagar ao cliente se não achar a moto ou carro que foi roubado/furtado ?

Via de regra “Infelizmente Não“, porque a empresa de rastreador presta o serviço de rastrear a moto e não é seguradora, em poucas palavras existe uma diferença:

Empresa de Rastreador - “Pode ou não pagar uma indenização” se não achar o veículo, pois o objetivo do contrato é o rastreamento.

Seguradora - “Pode ou não instalar o rastreador em comodato”, mas por lei é obrigada a pagar a indenização em caso de roubo ou furto.

Sendo assim, eu aconselho que você sempre opte por contratar Seguradora que tenham registro na SUSEP (Superintendência de Seguros privados), esta sim irá garantir que você não fique no prejuízo.

As Seguradoras são obrigadas a fazer uma “Reserva Financeira” a fim arcar com os prejuízo dos clientes que não tiverem seu patrimônio localizado, já as Empresas de rastreador, não tem essa obrigatoriedade, e nem um órgão do governo monitorando isso !!

Então quem você acha que pode te dar dor de cabeça caso sua veículo seja roubado e não localizado ?

3º Se eu tenho um Rastreador/Seguro, e o veículo é localizado após roubo/furto todo danificado, eles podem me devolver só a carcaça (chassi)?

Se você tem um rastreador que paga indenização, ele não vão querer te indenizar se achar só o chassi, afinal … seu veículo está sendo devolvido (para mim isso é errado, mas …).

Contrapartida, existem SEGURADORAS que colocam o rastreador em comodato, esta sim, indeniza se a moto tiver uma colisão na mão do ladrão e consequentemente tiver dado “perca total”, mas antes de fechar este seguro, confirme com o corretor se isso acontece na seguradora ao qual você está comprando o seguro … afinal, sabe como é … né !!

4º Instalar um rastreador, danifica a minha moto?

Tudo vai depender do tipo de equipamento instalado, e quem fará o serviço.

Por exemplo, se você instala o rastreador com uma empresa não muito comprometida, e o técnico (ser humano) errar, se a empresa não é comprometida com o cliente ela pode se negar a arrumar o que danificou, por isso é muito importante que você analise quem você está contratando para instalar um rastreador em sua moto.

Além disso, existem rastreadores que são como “bip’s” , que não são desenvolvidos para moto e estes consomem a bateria de modo inadequado, danificando assim a sua moto.

Ao optar por instalar rastreador, certifique-se que o modelo de rastreador é desenvolvido especialmente para motos, pois só assim será consumido a quantidade de energia correta a ponto de não danificar sua moto.

5º Se minha moto ou carro é roubada e o “ladrão” retirar a bateria do veículo, o rastreador para de funcionar ?

Existem rastreadores que sim, e acontece de parar de funcionar. Contudo existem alguns equipamentos de rastreamento que possuem autonomia própria e aguentam algumas horas e/ou dias apenas com suas baterias internas (independente da bateria da moto/carro).

6º Bloqueador ou Rastreador?

Hoje em dia, a violência é tamanha que “Ao meu ver” eu não colocaria em meu veículo um bloqueador, nem botão de pânico, nem corte de ignição, pois isso pode levar a uma represaria do ladrão e por mais que isso proteja meu patrimônio, dou mais valor a minha vida.

Eu considero que entre os dois o rastreador (de qualidade), me oferece a possibilidade de localizar meu patrimônio, e eu não corro o risco de violência.

7º Rastreador com equipe de resgate

Existem algumas empresas de rastreamento que oferecem resgate ao bem, isso ajuda a policia a localizar o seu veículo, e vale muito a pena !!

8º Rastreador que exige Teste Mensal ?

Via de regra o serviço de rastreador deve ser monitorado e controlado pela Central da empresa que te presta o serviço, contudo, existem aquelas empresas que não possuem o rastreador de “ida e volta” e sim apenas “ida”, então ela não tem como saber se o rastreador está funcionando corretamente, desta forma ela exige que o cliente faça os chamados “testes mensais”.

Na pratica, estas empresa são aquelas que te oferecem o servido que grita “Atenção – este veículo esta sendo roubado” ….. e para mim, este tipo de serviço não é rastreador.

Abraços

Claudia Simplicio

Rastreador via Satelite